Trio Parada Dura comemora o sucesso da gravação do DVD em homenagem aos seus 40 anos
Trio Parada Dura comemora o sucesso da gravação do DVD em homenagem aos seus 40 anos

A noite da última quarta-feira, 19, foi mágica. Em Goiânia, no palco do Atlanta Music Hall, o Trio Parada Dura (Creone/Parrerito/Xonadão) emocionou o grande público presente que foram prestigiar a comemoração dos seus 40 anos. Esse mesmo público presenciou um momento histórico como há muito tempo não se via na música sertaneja.

As primeiras notas da canção de abertura, “Telefone Mudo”, já foram suficientes para se ter a ideia do que viria a seguir. Entre as participações especiais, os primeiros a se apresentarem foram Bruno e Marrone que, ao lado do Trio, interpretaram “Luz da Minha Vida” e “Último Adeus”. Di Paullo e Paulino, que seguem a mesma influência tradicional dos anfitriões, relembraram “Barco de Papel” e “Homem de Pedra”.

Em seguida, Eduardo Costa, ovacionado pela plateia, cantou ao lado de seus grandes ídolos a música “Me Mata de Uma Vez”. Um dos grandes clássicos do Trio Parada Dura, “As Andorinhas”, foi cantado ao lado de Adair Cardoso que também dividiu os microfones na “Fui um Bobo”.

César Menotti e Fabiano, um dos percursores do movimento do sertanejo universitário, mostraram a potência de suas vozes na “Sincero Amor” e “Distante Dela”. A nova geração da música sertaneja não ficou de fora desta grande festa, Cristiano Araújo animou a plateia com “Bicho Bão é Mulher” e “Dr. E a Empregada”.

Leonardo foi o último convidado a subir no palco. Além de apoiar e assinar o projeto da gravação do DVD, ele, com seu jeito único, mostrou todo o seu charme nas músicas “Cordão de Ouro” e “Cruz Pesada”.

No decorrer da gravação, foram muitos os momentos especiais. Um, em particular, foi a homenagem a Barrerito (morto em 1998 ele foi um dos fundadores do Trio e é o irmão de Parrerito). Creone, Parrerito e Xonadão relembraram o parceiro nas canções “Onde Estão os Meus Passos” e “Morto Por Dentro” em uma interpretação cheia de saudade.

Outro grande momento foi o encerramento do show. Todos os artistas convidados se reuniram no palco e ao lado do Trio cantaram “Blusa Vermelha”.
As músicas mencionadas acima foram apenas algumas de um repertório com inúmeros sucessos e muita história. Canções como “Castelo de Amor”,“Parada Dura”, “Passa Lá”, “Tô que tô na Dela”, “Chá e Picão”, “Te Amo”, “Morreu o Dia”, “Avião das Nove”, “Fuscão Preto” e “Arapuca” não ficaram de fora e duas músicas inéditas foram apresentada ao público; “Pé Na Bunda” e “Doença Louca (Ciúmes)” (César Augusto/Cláudio Noam).

Não ficou de fora também uma cenografia e iluminação diferenciadas. Com painéis de LED, projeções e um palco em formato de violão, a gravação ganhou ares de super produção.

Na abertura e nos extras do DVD, depoimentos sobre o Trio gravado por grandes nomes da música como Zé Di Camargo e Luciano, Victor e Léo, Jorge e Mateus, Luan Santana, Chitãozinho e Xororó, Michel Teló, Daniel, Zé Ricardo e Thiago, Thiaguinho, Maria Cecília e Rodolfo e João Neto e Frederico abrilhantaram ainda mais a produção.

Com a direção artística da TALISMÃ MUSIC, a direção musical de César Augusto e a direção de vídeo de Anselmo Trancoso, o DVD comemorativo aos 40 anos do Trio Parada Dura é uma bela homenagem à música sertaneja e a sua história. E a música sertaneja e a sua história não seriam as mesmas sem esse Trio que é referência em todas as vertentes e gerações do sertanejo. Desde seu início, o Trio Parada Dura sempre foi, continua sendo e sempre será reverenciado por todos os artistas, profissionais do mercado, e claro, pelo público igualmente diversificado.

Fotos: Rubens Cerqueira/Divulgação

Amanda Ferro - Assessoria de Imprensa Talismã
 
Divulgue o seu artista, seus produtos, sua festa de peão, sua balada em nosso canal
COUNTRY CLUB TV
Entre em contato conosco!
 
 

Country Club Brasil ©2006 - Todos os direitos resevados