Bruna Viola lança CD e DVD "Melodias do Sertão" ao vivo
Está oficialmente lançado !!! O novo CD e DVD da cantora Bruna Viola "Melodias do Sertão" vai sair do forno para todo o Brasil

Release
Por Jamari França
Conheci Bruna Viola numa gravação caseira que alguém postou no Face. Fiquei impressionado com sua fluidez na viola caipira, com a voz e a beleza. Vi vários vídeos na internet e me chamou atenção sua postura de palco, a pegada no instrumento e a atitude. Uma artista bem diferente dos demais músicos dedicados ao gênero. Uma espécie de rock caipira, uma modernização do gênero na direção do pop rock sem descaracterização.
No show deste DVD ela não usa direto o instrumento primordial do rock, a guitarra, prefere os instrumentos acústicos, ainda que amplificados. É uma instrumentista excepcional que usa a viola com uma intimidade tal que parece ter nascido com ela, como se tivesse tirado os primeiros acordes no berço.
Ela usa os elementos rock com parcimônia, menos a bateria. Tudo bem que a bateria não é exclusiva do rock, mas o modo de tocar tem um diferencial e aqui Jeffinho senta o malho, algo inusitado em música caipira. Creio que Bruna se apega aos acústicos por uma questão de princípios, ela repete sempre que é fiel à música de raiz. Nem por isso é parcimoniosa.
Na banda, uma sanfona, dois violões e uma segunda viola a cobrem na linha de frente; a bateria tem o reforço da percussão, o baixo é elétrico e ainda tem teclados, uma riqueza de timbres bem utilizada nos arranjos primorosos, outra coisa que me chamou atenção no DVD. A viola dela e o acordeom têm papel de destaque, e reforçam ainda guitarra, banjo e bandolim.
Bruna tem um timbre puxado ao metálico, levemente anasalado, modula bem, agita nas modas rápidas e acaricia nas canções românticas. Apesar de ser artista solo, tem uma segunda voz com ela em muitas canções, a cargo de Japa Andrey.
Sua beleza estonteante se destaca num módulo de modas lentas, só como intérprete, sem o chapéu Stetson característico e num vestido simples pouco acima dos joelhos. O quase uniforme de jeans apertado e blusa cede espaço também a um visual mais sexy, com minissaia e blusa. Nesta parte o diretor usa e abusa de takes de suas belas pernas, que parecem de porcelana. Se fosse foto muita gente ia apostar que tinha photoshop ali.
No cenário cheio de passarelas para ela ficar perto da plateia, brilha o design de luz com moving lights em todas as direções num belo trançado que contrasta com lampiões de querosene pendurados e, em “Luzeiro”, uma fogueira cenográfica.
Bruna tem todas as condições de ir para as cabeças do mainstream, ocupar lugar de destaque. E com uma música que representa o Brasil profundo. O pagode de viola, seu favorito, foi inventado em 1959 por Tião Carreiro, ídolo maior dela, ao lado da rainha Inezita Barroso, primeira mulher a se apresentar com uma viola. Bruna honra esta tradição com uma roupagem contemporânea.
P.S. Claro que, como roqueiro, fiquei vendo o DVD e viajando em vê-la com a viola plugada numa pedaleira e amplificador Marshall, uma guitarra Les Paul e uma tecladaria na banda. Ia ficar um barato, um hard rock caipira.

Por André Piunti
A ascensão de Bruna Viola na mídia, de um ano pra cá, não surpreende quem acompanha música sertaneja mais a fundo. Bruna representa, há anos, não só a figura da mulher no segmento, mas a tradição do sertanejo de raiz, da cultura da viola, de um perfil musical que batalha para sobreviver intacto em meio a uma série de mudanças.
Com o mercado aceitando, enfim, as mulheres dentro da música sertaneja, era inevitável que Bruna fosse alçada a uma das cabeças desse movimento. No entanto, apesar do talento explícito, pairava uma questão pertinente: como uma artista de linha tão tradicional conseguiria conquistar espaço em um mercado tão disputado e voltado, em grande parte, aos jovens?
Como a menina que tantos conheceram através do programa de Inezita Barroso, dando continuidade à defesa da tradição pela qual a anfitriã viveu para promover, faria para se adaptar a uma linguagem palatável aos novos consumidores de música sertaneja? O novo DVD, “Melodias do Sertão”, mais ainda que seu último CD “Sem Fronteiras”, é a principal resposta.
Seu primeiro registro em vídeo mostra que Bruna não é apenas só Viola, como versa seu sobrenome artístico, mas uma cantora versátil, que se apresenta consciente da necessidade de abraçar um público maior, mas que escapa das armadilhas de canções fáceis ou bobas.
Enquanto faixas como “Pagode em Brasília”, “Chora Viola” e “Moradia” justificam a tatuagem de Tião Carreiro que ostenta em seu antebraço esquerdo, “Sem você fico sem mim” e “Você não sabe” apresentam uma cantora romântica, uma versão light da “bruta”, sem chapéu, sem viola na mão e sem bater o salto da bota no chão, mas sempre com sua interpretação firme, como manda a tradição.
A faixa que empresta o nome ao DVD, “Melodias do Sertão”, também faz parte da turma das românticas. Ainda no perfil, há a regravação de “Tô fazendo falta”, sucesso de Joanna.
O repertório traz 19 faixas mais uma extra, e não há problemas em defini-lo como eclético, apesar de ter um dos pés bastante calcado na música caipira. Tião Carreiro, já citado, por exemplo, foi lembrado em seis canções, sendo sua “Rio de Lágrimas”, a faixa extra, que conta com a participação de César Menotti e Fabiano. Os irmãos também reeditam a parceria com Bruna em “Se você voltar”, originalmente lançada no álbum anterior da cantora.
Com produção musical de Paul Ralphes e direção de vídeo de Marcelo Amiky, “Melodias do Sertão”, lançado pela Universal Music, é um belo cartão de visitas para a cuiabana que adora cantar para a “brutaiada”, termo que ela mesma usa, mas que aprendeu, com seus impressionantes 12 anos de carreira, apesar de breves 23 vida, que há um país inteiro ainda pela frente a ser conquistado.

Repertório do DVD – Bruna Viola

No Ponteio da Viola
Pagode do Tiquim
Pagode instrumental - Vinheta
Medley - Pagode em Brasília/ Moradia/ Chora Viola
Sistema da Bruta
Melodias do Sertão
Sem você fico sem mim
Você não sabe
To Fazendo Falta
Moda de Pinga
Caminheiro/ Vaca já foi pro brejo
Paixão pra mais de mês
Viola divina
Luzeiro
Se você voltar - Com César Menotti e Fabiano
Rio de Lágrimas - Com César Menotti e Fabiano
Esse lugar
Espero Mais
Detalhes
Flor Mato-Grossense

Universal Music Brasil :: Departamento de Imprensa e Comunicação
Kélita Myra/ Luciano Oliveira/ Hercília ‘Bribba’ Castro
www.universalmusic.com.br :: www.twitter.com/umusicbrasil
www.facebook.com/umusicbrail :: www.youtube.com/umusicbrasil
www.instagram.com/umusicbrasil

Assessoria de Imprensa Bruna Viola
Luciana Bastos
 
Divulgue o seu artista, seus produtos, sua festa de peão, sua balada em nosso canal
COUNTRY CLUB TV
Entre em contato conosco!
 
 

Country Club Brasil ©2006 - Todos os direitos resevados